Esporte – 05/01/18 – 09h30 – O ano que começa mais midiático do que nunca.

Feliz 2018 a todos!

Espero que todos tenham tido ótimas comemorações nas passagens de Natal e de Ano Novo.

Com o futebol brasileiro em férias desde o início de dezembro e com as paradas dos campeonatos internacionais para os festejos de final de ano, as atenções se voltaram para as especulações de contratações ou para as fofocas de Fernando de Noronha.

Hoje as grandes perguntas, os grandes mistérios são: se Rueda fica no Flamengo ou assume a seleção chilena?; e, por onde anda Gustavo Scarpa, que sumiu e não se apresentou ao Fluminense?

De fato, assim como a cidade e o Estado do Rio de Janeiro, o futebol carioca também está no fundo do poço. Quase nenhuma conquista, motivo de chacota e treinadores e jogadores fazendo de tudo para mudar de ares.

A imagem que fica do futebol carioca em 2017, infelizmente, é a derrota do Flamengo na Sul-americana e a pancadaria praticada pelos vândalos travestidos de torcedores antes e após o jogo decisivo.

Lamentável!

Já em São Paulo, a situação é inversa. A maioria dos jogadores e treinadores quer fazer parte dos elencos paulistas.

Jair Ventura trocou o Botafogo pelo Santos e pagou do próprio bolso a multa contratual.

O São Paulo tenta Scarpa, mas, de fato, tem grandes chances de perder Hernanes e Pratto.

O Palmeiras a cada dia apresenta seus novos reforços. Este ano, em menor quantidade do que em anos anteriores, mas provavelmente em maior qualidade. Contratações pontuais. Weverton, Lucas Lima, Emerson Santos, Diogo Barbosa e Marcos Rocha. Além do treinador, Roger Machado.

O Corinthians também tem contratações tímidas: Renê Junior, Junior Dutra e Juninho Capixaba.

Nenhuma contratação bombástica. E com isso, podemos nos atentar mais às entrevistas coletivas de apresentação dos reforços, as pérolas e o marketing desses jogadores que parecem ser muito maiores do que o futebol que eles têm nos pés.

Lucas Lima foi apresentado no Palmeiras, ainda não empolga a torcida por causa de suas provocações enquanto jogador do Santos, então não lhe restou outra alternativa a não ser usar o marketing. Falou que seu coração sempre foi verde, assim como de seu pai. Que ele já havia tido uma tentativa de jogar pelo alviverde no passado, mas não deu certo. Elogiou a torcida, o estádio, a lotação das arquibancadas, a estrutura, as instalações, a história, os profissionais, e até, Alexandre Mattos seu recente desafeto. Só se esqueceu de falar o que fará com a tatuagem do Santos que tem no corpo.

Emerson Santos é humilde, não está acostumado com holofote, com coletivas. Chorou, se emocionou. O marketing ficou por conta de seu pai que disse que mesmo sendo carioca sempre torceu para o Palmeiras. Oi?… difícil de acreditar nisso.

Junior Dutra já quis ganhar a Fiel. Após rodar por vários clubes no Brasil e  no mundo, disse em sua coletiva que esteve presente na final do mundial vencida pelo Corinthians. Estava debaixo do bandeirão e sentiu muita emoção e vontade de jogar no alvinegro. Também se esqueceu de falar dos seus laços com outro alvinegro, o praiano.

Mas ninguém, nem mesmo Ronaldo Fenômeno  (com seu casamento em castelo francês; com a gestação para lá de rápida de seu primeiro filho com a rainha das embaixadas; nem seus casos com travestis; nem seu namoro com outra modelo e atriz global em plena Copa do Mundo que lhe causou convulsões e a perda de mais título) consegue ser tão midiático, tão marketing, tão fake do que Neymar e o seu namoro io-io e conveniente com a pseudo atriz global Bruna Marquezine.

Quando eles estão precisando alavancar contratos publicitários, ou tirar o foco de alguma coisa, ou promover uma novela, uma transferência clubística, eles voltam a namorar e a imprensa fica em polvorosa.

Dessa vez, tudo aconteceu em Fernando de Noronha, onde todas as celebridades foram passar o Ano Novo, numa clara e evidente maneira de promover o local, as pousadas e alavancar o turismo caríssimo da ilha.

O casal mais entojado da atualidade voltou, pela quarta vez. E com isso só deram seus nomes no rádio, televisão, internet. Acho que até em aldeias indígenas chegou a informação de que Neymar e Bruna voltaram. Poxa, até a imprensa internacional divulgou isso. Sensacional. Objetivo alcançado.

Vamos lá, às constatações de que tudo não passa de muito marketing:

  1. A imprensa divulgou a chegada de Neymar à Fernando de Noronha, mas não divulgou o vídeo com o estado em que ele chegou lá: descalço, apoiado totalmente em Bruno Gagliasso, subindo em cima do balcão de entrada da ilha, trombando com uma “minúscula” pick-up que a conduziu até os braços de “sua amada”.
  2. Terça-feira estreia a nova novela das 19h00 na Globo, na qual a “atriz” é uma das protagonistas, junto com Marina Ruy Barbosa que todos consideram que será a atriz do ano.
  3. As amigas de balada estão namorando. Sasha (super discreta e na dela) está namorando, logo acabaram as temporadas em Nova Iorque, Ibiza, Saint-Tropez. Tatá Werneck também namora. Marina Ruy Barbosa está casada.
  4. E por falar em Marina Ruy Barbosa, além de rica de berço, linda, boa atriz, ela escreve poesias, já fez filmes, é garota Dolce & Gabanna; tem tudo para brilhar esse ano. Fez um casamento dos sonhos o ano passado. A noiva do ano, que, aliás, conheceu o seu parceiro aonde? Em Fernando de Noronha, exatamente em um Reveillon. Quanta coincidência!!!!
  5. Este ano é ano de Copa do Mundo, então nada melhor do que ir à Rússia e fazer pose para as câmeras no intuito de conseguir um contrato ou publicidade internacional.
  6. E Selena Gomez e Justin Bieber também voltaram a namorar. Logo, Neymar e sua “atriz” não podiam ficar para trás.
  7. Além de tudo isso, muitas ações publicitárias virão. Muito dinheiro entrará em caixa. Muita mídia em torno do “casal”. Isso tira o foco da decisão da Champions contra o Real Madrid e a possível transferência do jogador aos galácticos.

Não duvido nada se não se casarem após a Copa em um casamento para tentar desbancar o de Messi e Antonella e o de Marina Ruy Barbosa e Xandy Negrão.

Pior que teve gente que nem curtiu o Ano Novo nas redes sociais atrás de notícias do casal marqueteiro.

Que no desenrolar de 2018 tenhamos matérias mais importantes para comentar.

“Eu torço, mas não distorço”.

“Com todo o respeito. TG”.

Anthony D'Vally

Jornalista, com larga experiência no esporte, passou na qualidade de atleta profissional, por grandes equipes do futebol brasileiro e exterior, Guarani FC/SP, Olaria/RJ, CSA/AL, NAC/AM, C.A. Juventus/SP e América/México e Desevolve desde 2001, trabalho voluntário na formação de jovens atletas e principalmente cidadãos.

Website: http://blog.wladsports.org.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *